Processo de Acolhimento na SaúdePowered by Rock Convert

Nesta terça-feira (31/03), o prefeito do município de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira, apresentou as ações adotadas na cidade para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

No último boletim epidemiológico divulgado no município, constavam 47 casos de Covid-19, sendo 30 confirmados e 17 ainda aguardando o resultado da contraprova.

Uma das estratégias adotadas pela administração municipal para evitar a superlotação das unidades de saúde foi a instalação de um polo hospitalar em frente à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da avenida Treze de Maio. O centro médico é voltado ao atendimento de moradores com suspeita de contaminação pelo novo coronavírus.

O Polo Covid-19 tem seu funcionamento iniciado hoje (01/04), com atendimento 24 horas. Apresenta atenção médica geral e pediátrica aos pacientes com os sintomas provocados pela contaminação pelo vírus que, dentre outros, são febre e problemas respiratórios.

No local, serão realizadas triagens. Os pacientes com sintomas leves serão levados à ala comum da estrutura. Os que estiverem com sintomas mais acentuados seguirão, utilizando máscara, para a ala de isolamento localizada na UPA.

Nesta área, os pacientes passarão por medicação e avaliação da necessidade de internação ou liberação.

“O foco é atender e liberar o paciente o mais rápido possível, sem expô-lo com outras pessoas, diminuindo assim a exposição e contato com outros doentes. 80% dos casos são classificados como leves e têm como conduta medicação via oral, em casa, e isolamento social”, afirmou o secretário municipal da Saúde, Sandro Scarpelini.

O município de Ribeirão Preto utiliza o software de gestão da saúde Hygia, que ajudará a viabilizar as ações de enfrentamento da doença.

covid-19

Covid-19: Confira outras medidas adotadas pela Prefeitura de Ribeirão Preto

Investimento

Além da montagem do Polo Covid-19, houve um investimento de R$ 3 milhões para a aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e insumos para o abastecimento das unidades de saúde no município.

Campanha “Ribeirão Solidária”.

Outra ação adotada pelo município é a campanha “Ribeirão Solidária”, lançada no final de março, que levanta doações em dinheiro, alimentos e itens de higiene e limpeza para ajudar indivíduos em situação de maior vulnerabilidade, além de realizar cadastros de pessoas interessadas em trabalho voluntário.

Decreto de calamidade pública

No dia 23 de março, a prefeitura de Ribeirão Preto decretou estado de calamidade pública no município e suspendeu o atendimento presencial em estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços até o dia 7 de abril. Os serviços considerados essenciais à população foram mantidos.

Leia também: Quarentena: 8 dicas para cuidar da saúde mental

Alimentação aos mais vulneráveis

O restaurante Bom Prato oferece café da manhã, almoço e jantar, inclusive aos finais de semana, pelos próximos 60 dias. As refeições custam de R$ 0,50 (café da manhã) a R$ 1 (almoço e jantar). A ação beneficia a população mais vulnerável. A expectativa é de que sejam servidos diariamente 300 cafés da manhã, 1.750 almoços e até 300 jantares, em marmitex.

Suspensão das aulas

A Secretaria Municipal de Educação suspendeu as aulas presenciais no período de 23 de março a 26 de abril. As escolas adaptaram plataformas digitais para manter o contato com os alunos e seguir com o cronograma de aulas.

Coronavírus: Cenário atual

A pandemia do novo coronavírus  (Covid-19) já é considerada pela Organização Mundial de Saúde (ONU) o maior desafio da humanidade desde a Segunda Guerra Mundial, tanto pela ameaça à vida humana quanto pelas consequências à economia.

Os dados mostram um crescimento exponencial da curva de contágio pelo Covid-19. Foram 1.138 novas confirmações em 24 horas. No total, já são mais de 5 mil casos confirmados e 201 óbitos no Brasil.

Leia também: Curva de contágio do Covid-19: Por que o achatamento é importante?

Você conhece o Hygia?

O software de gestão da saúde Hygia foi desenvolvido para automatizar processos e promover a integração entre as unidades de saúde da rede pública.

Um sistema como o Hygia é determinante para a garantia de uma gestão eficiente, tanto no cotidiano quanto em situações adversas, como a de uma pandemia, que enfrentamos atualmente.

Além de facilitar o fluxo de trabalho, o software ajuda na redução de gastos e melhor concentração dos esforços nas áreas mais deficientes.

Prontuário Eletrônico Universal, informatização do SAMU e módulo para gestão de farmácias fazem parte da solução.

Acesse o nosso site e saiba mais! 

 

Lei Geral de Proteção de DadosPowered by Rock Convert

Anne Coifman

Jornalista de formação, sou apaixonada pela área da saúde pública, possuindo vasta experiência em Secretaria Estadual de Saúde e Vigilância Sanitária. Sempre atenta, busco o melhor das informações para proporcionar melhorias na gestão das unidades de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *