A farmácia hospitalar pode encontrar na tecnologia uma aliada de grande ajuda para o gerenciamento de seus processos logísticos. Como sabemos, a gestão correta de medicamentos é não só imprescindível para o funcionamento dos processos clínicos, mas também para a prestação de um atendimento humano e eficiente ao paciente, o que inclui o cuidado com sua segurança.

Deste modo, os procedimentos operacionais precisam, necessariamente, funcionar de forma adequada. Para tanto, pode-se contar com o apoio de ferramentas tecnológicas, como sistemas de gestão, que fortaleçam a administração interna das instituições de saúde e simplifiquem a atuação dos profissionais.

A farmácia hospitalar desempenha um papel fundamental na assistência ao paciente na medida em que centraliza os medicamentos e materiais clínicos necessários ao atendimento. O processo de gestão destes insumos engloba desde seu armazenamento e organização à distribuição aos pacientes, assim como ao próprio manuseio dos materiais nas unidades de saúde.

Diante disso, apresentamos algumas soluções tecnológicas importantes para a gestão da farmácia hospitalar.

farmácia hospitalar

Módulo de farmácia hospitalar

O módulo para gestão de farmácia hospitalar, que está incluído no conjunto de funcionalidades do Hygia, registra informações como a data de vencimento dos produtos, os códigos de fabricação dos lotes entregues nas unidades de saúde, assim como quantidades e custos. Desta forma, torna-se muito mais simples evitar desperdícios e gerenciar eficazmente os recursos da instituição.

É importante ter em mente que o Sistema Único de Saúde (SUS) gasta cerca de R$ 7,1 bilhões por ano para comprar remédios de alto custo. Contudo, pelo menos uma parte deste valor acaba indo direto para o lixo.

Além disso, o módulo facilita também a avaliação das prescrições de medicamentos pelos profissionais de saúde, especialmente diante da integração com o Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP).

farmácia hospitalar

Integração de dados

Um módulo de gestão otimiza os processos, uma vez que integra todos os dados em um só lugar. Sendo assim, quando quaisquer informações forem necessárias, poderão ser encontradas facilmente. Estoque, validade, administração de entregas, distribuição e outros trâmites são, portanto, gerenciados em conjunto, não mais como partes isoladas, e automaticamente.

É possível, desta forma, aumentar a produtividade e eficiência dos profissionais que lidam de perto com a farmácia hospitalar.

farmácia hospitalar

Prontuário do paciente e gestão de farmácia

Um sistema de saúde como o Hygia integra a farmácia hospitalar ao prontuário global do paciente. Isso é essencial para que possa indicar se os medicamentos prescritos aos pacientes 00contêm substâncias causadoras de reações alérgicas, assim como se interagem com outros remédios que estes já tomem, entre outros fatores.

farmácia hospitalar

Priorize a atenção ao paciente

Apesar de as tecnologias ajudarem decisivamente para a otimização dos processos relacionados à administração de uma farmácia hospitalar, o fator humano não pode ser deixado de lado na hora de atender aquele que se dirige à farmácia: o paciente.

Quando for lidar com as pessoas que buscam por medicamentos – e, possivelmente, enfrentam um momento de fragilidade -, o farmacêutico deve ser atencioso e prestativo, fazendo com que estas se sintam confortáveis e seguras.

De forma prática, também é preciso ficar atento ao cadastro correto de todos que retiram remédios e insumos na farmácia, mantendo as informações devidamente atualizadas. Isso é importante para que se consiga garantir um fluxo eficaz entre todos os processos, da chegada dos produtos a seu repasse.

Categorias: Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *