A pandemia causada pela disseminação do novo coronavírus (Covid-19) provocou modificações na gestão de hospitais em caráter emergencial.

Com o avanço do contágio viral entre a população, tornou-se necessária a adoção de medidas de ampliação de leitos, contratações de profissionais de saúde, maior controle nos equipamentos e insumos, além da instalação de hospitais de campanha nas cidades para ajudar na distribuição dos pacientes.

Neste artigo, você vai entender o que é um hospital de campanha e como soluções de tecnologia são utilizadas no auxílio às unidades de atendimento durante a pandemia.

Continue a leitura!

Entenda o que é um hospital de campanha

A pandemia causada pelo vírus Sars-Cov-2 (Covid-19) fez com que as internações e atendimentos médicos nas unidades de saúde ultrapassassem a capacidade das instituições.

Sendo assim, houve a necessidade, em caráter emergencial, de instalações de hospitais temporários em alguns municípios de todo o Brasil, para evitar a saturação do sistema de saúde.

Um hospital de campanha caracteriza-se por ser uma unidade hospitalar móvel. Ou seja, a estrutura pode ser erguida em diferentes locais e depois desmontadas.

Estas unidades possuem funcionamento de forma temporária e, geralmente, são voltadas ao cuidado de pessoas atingidas por situações de emergência e calamidade pública, como a pandemia do novo coronavírus.

Os hospitais de campanha auxiliam o sistema de saúde em eventos que demandam grandes volumes de atendimentos médicos.

No cenário atual, eles possuem leitos de baixa complexidade voltados à recepção de pacientes que apresentem sintomas mais leves da doença, mas, que ainda assim, têm indicação de internação.

No entanto, como há casos em que a Covid-19 evolui para sintomas respiratórios mais graves, os hospitais de campanha erguidos para tratar pacientes com a doença também contam com alguns leitos de alta complexidade, equipados com aparelhos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Para que toda a operação seja efetuada de forma eficiente e ágil, é necessário que haja a utilização de um sistema de gestão da saúde, de forma que todo o fluxo de trabalho dos profissionais seja otimizado e a assistência ao paciente, garantida de forma ágil e segura.

Como uma das medidas de combate ao novo coronavírus, a Prefeitura de Ribeirão Preto (SP) também instalou hospitais de campanha no município, contando ainda com a utilização do sistema de gestão da saúde Hygia, que permite uma gestão eficiente de leitos, equipamentos, insumos, entre outros.

A solução possibilita a realização da classificação de risco dos pacientes, além de receber o resultado dos testes para Covid-19 no Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP).

Entre as vantagens da utilização de um sistema de gestão, como o Hygia, em hospitais de campanha, podemos citar:

  • Controle de medicamentos e insumos;
  • Gestão de leitos;
  • Classificação de risco do paciente;
  • Integração das informações do paciente no Prontuário Eletrônico;
  • Possibilidade de mapeamento do comportamento da doença.

Como um hospital de campanha funciona?

Nestas unidades, trabalham equipes de saúde multiprofissionais, como enfermeiros e médicos, por exemplo.

Os profissionais que são alocados nos hospitais de campanha dispõem de medicamentos necessários para combate de infecções oportunistas e controle de sintomas.

É válido lembrar que estas unidades de atendimento, temporárias, não recebem novos pacientes.

Isso quer dizer que eles devem ser encaminhados a partir de instituições de saúde maiores, após uma triagem, a fim de “desafogar” a demanda de atendimentos.

Porém, o funcionamento de um hospital de campanha pode variar de acordo com a evolução de casos e também deve estar aliado à gestão da saúde pública.

No Brasil, vários Estados e municípios têm hospitais de campanha erguidos. É o caso de São Paulo, Pernambuco, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Goiás.

Leia também: Covid-19: Entenda o impacto do vírus na gestão da saúde pública!

Classificação de risco em hospitais de campanha

O processo de acolhimento por classificação de risco é implementado nas urgências, emergências e, também, nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

Com a montagem de hospitais de campanha, também surgiu a necessidade da implementação do protocolo de classificação de risco do paciente nestas unidades, a fim de proporcionar melhor gestão de leitos e equipamentos, promovendo assistência de forma segura ao paciente.

Os critérios avaliados para a classificação de risco são os seguintes:

  • Gravidade clínica;
  • Potencial de risco;
  • Agravos à saúde;
  • Grau de sofrimento.

No caso da gestão de hospitais de campanha, a classificação de risco é de extrema importância, já que possibilita o direcionamento do paciente à ala adequada, evitando a disseminação de doenças infectocontagiosas.

Leia também: Informatização na saúde: Tecnologia no combate a doenças contagiosas

Software de gestão para hospital de campanha

Com mais de 140 mil casos de infecções pelo novo coronavírus no Brasil, as instituições de saúde já operam acima de sua capacidade.

A gestão de leitos, insumos e equipamentos, como o ventilador mecânico, torna-se um desafio tanto para gestores quanto para os médicos e demais profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate à pandemia.

Um sistema de gestão de saúde multiusuário permite a integração com a equipe médica multidisciplinar através do Prontuário Eletrônico do Paciente e, desta forma, possibilita a gestão de insumos e medicamentos de forma mais assertiva.

Como já apontamos, o sistema também tem integração com o protocolo de classificação de risco, permitindo que o paciente seja direcionado para a ala adequada e, desta forma, evitando a superlotação de setores ou utilização de leitos inadequada.

Leia também: Sistema de Prontuário Eletrônico: Entenda sua importância na pandemia!

Gestão de Hospitais: Conheça o Hygia

O Hygia é um sistema de gestão da saúde, voltado ao setor público. A solução foi desenvolvida visando à automatização de processos e a promoção da integração entre as unidades de saúde da rede pública.

É válido ressaltar que a plataforma dispõe duas versões: o Hygia Lite, uma versão do sistema que atende prefeituras de pequenas cidades, com até 100 mil habitantes, e o Hygia Full, a versão completa e robusta do sistema, preparada para atender grandes municípios.

Hygia Lite

A versão Hygia Lite, além de promover a informatização das Unidades Básicas de Saúde (UBSs), também está integrada à atenção especializada, farmacêutica e de urgência e emergência.

O Hygia Lite também permite o acesso ao Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP), utilizado nas instituições de saúde para o registro, armazenamento e controle de todas as informações do paciente digitalizadas.

Também há a integração com o sistema do Ministério da Saúde, através do e-SUS.

Entre os módulos do Hygia Lite, podemos citar:

  • Faturamento – voltado ao controle dos recursos financeiros;
  • Gestão – permite a análise das demandas e status de atendimento pelo gestor;
  • Ambulatório – permite uma gestão para acolhimento de pacientes ao local de pré-exames;
  • Exames – é voltado à requisição e visualização de resultados;
  • Farmácia – controle e gestão de medicamentos distribuídos para a população;
  • Vacinação – conta com o registro de vacinas disponíveis para atender à população.

Hygia Full

Já a versão mais robusta do software de gestão da saúde, reúne todas as funcionalidades do sistema. A solução é customizada para atender com eficiência as demandas das unidades de saúde presentes em grandes prefeituras.

O Hygia permite uma gestão mais eficiente e otimizada e, desta forma, promove um acolhimento e humanização na assistência.

O sistema é personalizado de acordo com as necessidades específicas das unidades de atendimento dos municípios, e sua instalação pode ser realizada tanto on-premise (em servidores ou computadores no local) quanto na nuvem.

Neste artigo você entendeu como funciona um hospital de campanha e a importância da utilização de um sistema de gestão da saúde nestas unidades.  

Gostou do conteúdo? Acesse nosso site e conheça todas as funcionalidades do Hygia.

Até a próxima!

Lei Geral de Proteção de DadosPowered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *