De que a tecnologia é uma grande aliada na gestão de processos, não restam dúvidas. Mas, você sabia que a informatização na saúde ajuda a prevenir doenças de alto contágio?

Em meio à pandemia da Covid-19, é importante estar atento às ferramentas que podem auxiliar os gestores na prevenção, controle e combate de doenças que são altamente contagiosas.

Sendo assim, hoje falaremos sobre a importância da informatização na saúde, levando em consideração este cenário.

Continue a leitura!

Informatização na saúde: Entenda a importância

 O processo de informatizar o setor da saúde é importante, principalmente, quando o assunto é a gestão das unidades de atendimento.

Atualmente, estamos vivenciando uma pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19), que está provocando uma alta demanda de atendimentos no sistema de saúde.

Operando em sua capacidade máxima, a grande maioria das instituições de saúde precisa contar com o apoio da tecnologia nos processos relacionados à gestão de equipamentos, leitos, insumos etc.

O cenário atual enfatiza a necessidade da organização de fluxos de atendimento; classificação de risco; e otimização na gestão de leitos, medicamentos e insumos, para que o paciente tenha sua assistência garantida de forma segura e humanizada.

Por isso, é estratégico informatizar o setor da saúde. Para que isto ocorra, existem ferramentas que auxiliam os gestores.

O Hygia é um software de gestão da saúde, voltado ao setor público, que permite a automatização de processos e promove a integração entre as unidades de saúde da rede pública.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, 3.613 municípios em 26 estados já participam do Programa de Apoio à Informatização e Qualificação dos Dados da Atenção Primária à Saúde – Informatiza SUS.

Leia também: Covid-19: Entenda o impacto do vírus na gestão da saúde pública!

Como a informatização na saúde auxilia na prevenção de doenças contagiosas?

 Um dos grandes desafios para os gestores da saúde pública é a incidência de epidemias e, em piores cenários, como o de agora, de pandemias. O Sistema Único de Saúde (SUS) assiste a mais de 70% da população brasileira.

Os recursos presentes nas unidades de atendimento do sistema de saúde pública são limitados e isso reflete na assistência ao paciente.

Sendo assim, ressaltamos que a gestão dos recursos, insumos e medicamentos devem ser realizados de forma eficiente, a fim de que a assistência que o paciente possa requerer seja prestada de forma segura e ágil.

A tecnologia aliada a um plano de contingência de doenças altamente contagiosas auxilia os gestores no quesito de gerenciamento,  já que a demanda de atendimentos aumenta, trazendo risco de colapsar o sistema de saúde.

Confira, a seguir, algumas vantagens da informatização na saúde:

  • Registro de dados em softwares de gestão da saúde integrados ao Ministério da Saúde;
  • Controle de leitos, equipamentos e insumos;
  • Integração de dados consolidados no Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP);
  • Automatização de processos, melhorando e agilizando o fluxo de atendimentos;
  • Gestão e controle de medicamentos;
  • Redução de custos.

A utilização de um sistema de gestão da saúde, além de automatizar processos e reduzir custos, permite um acompanhamento através do levantamento e consolidação dos dados que possibilitam a tomada de decisão de forma mais assertiva e consciente.

No caso da pandemia de Covid-19, a solução também auxilia no entendimento da dinâmica comportamental da doença, além do seu mapeamento, e fornece características da infecção.

Assim, os gestores conseguem obter uma visão mais abrangente do cenário, através de dados e integração com o sistema do Ministério da Saúde, para uma melhor prestação de serviços de saúde à população.

Leia também: Gestão de leitos: Saiba como otimizar o processo!

Informatização na saúde: Conheça o Hygia!

Desenvolvido por especialistas, o Hygia é um software de gestão da saúde voltado ao setor público, sendo responsável pela automatização de processos e integração entre as unidades do sistema de saúde da rede pública.

A solução contribui para o agendamento de exames e consultas, redução de filas de espera, além do controle de estoque e distribuição de medicamentos.

O Hygia possui duas versões para prefeituras:

  • Hygia Full: Reúne todas as funcionalidades de um software robusto para a gestão da saúde. A solução é customizada para atender com eficiência e agilidade às demandas das unidades de saúde, presentes nas prefeituras de grandes cidades. 
  • Hygia Lite: É uma versão compacta do software de gestão da saúde, desenvolvida para prefeituras de pequenas cidades, com até 100 mil habitantes. Além de promover a informatização de Unidades Básicas de Atendimento (UBSs), o Hygia Lite está integrado à atenção especializada, farmacêutica e de urgência / emergência.

O município de Ribeirão Preto (SP) utiliza o Hygia. Neste cenário de pandemia, a prefeitura, como uma das medidas de combate ao novo coronavirus, realizou a montagem de um hospital- campanha, em que o sistema de gestão da saúde auxilia na classificação de risco do paciente, gestão de leitos e insumos. O Hygia também recebe os resultados dos testes de Covid-19.

Leia também: Gestão de medicamentos: Como a automatização melhora o processo?

Entre os módulos do Hygia, podemos destacar:

  • Faturamento: Permite o controle dos recursos financeiros;
  • Gestão: Possibilita que o gestor analise demandas e os status de atendimentos;
  • e-SUS: Integração ao Sistema Único de Saúde (SUS);
  • Ambulatório: Gestão para acolhimento de pacientes ao local de pré-exames;
  • Exames: Módulo para requisição de exames e visualização de resultados;
  • Farmácia: Controle e gestão de medicamentos distribuídos para a população.

É importante salientar que o software de gestão da saúde Hygia oferece flexibilidade e agilidade na adaptação a todas as circunstâncias e ambientes inesperados.

Esperamos que este artigo tenha sido útil para você. Acesse o nosso site e saiba mais!

 Até a próxima!

Gestão da SaúdePowered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *