A prescrição digital na saúde é uma tendência que vem se consolidando. A crise causada pela disseminação do novo coronavírus (Sars-Cov-2), desencadeou medidas para o seu enfrentamento, tanto no setor público, quanto no privado.

O Governo Federal sancionou a Lei 13.989/2020, que autoriza a prática da telemedicina enquanto durar a pandemia de Covid-19.

O Ministério da Saúde editou a Portaria da Telemedicina que dispõe em caráter excepcional e temporário sobre as ações de telemedicina, com o objetivo de regulamentar e operacionalizar as medidas de enfrentamento ao vírus, previstas no art. 3º da Lei 13.979, de 6 de fevereiro de 2020.

Seguindo os protocolos de segurança, os profissionais de saúde passaram a realizar consultas à distância, através de plataformas voltadas à prática da telemedicina e, consequentemente, passaram a emitir a prescrição digital.Neste artigo, explicaremos o que é prescrição digital e o seu funcionamento!

Continue conosco.

Prescrição Digital: O que é?

Como dissemos, a telemedicina passou a ser regulamentada como uma medida de enfrentamento à pandemia de Covid-19. Os pacientes têm a possibilidade de realizar consultas com os profissionais da saúde através de videoconferência em dispositivos como smartphones, tablets ou o próprio computador.

Desta forma, a prescrição e/ou solicitação de exames, também passa a ser emitida de forma virtual.

A prescrição digital nada mais é do que a emissão da receita médica e/ou indicação de procedimentos, de forma digitalizada.

Os profissionais de saúde utilizam uma plataforma equipada com a assinatura digital, onde disponibiliza a prescrição digital e o paciente consegue obtê-la através de dispositivos eletrônicos.

Os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) também poderão realizar consultas virtuais nos postos de saúde da Atenção Primária. O “Consultório Virtual” é uma das estratégias do Ministério da Saúde (MS) para diminuir a propagação do novo coronavírus e promover a assistência à população.

Leia também: Interoperabilidade na saúde: Entenda como funciona no SUS

No Sistema Único de Saúde (SUS), a plataforma de atendimento on-line servirá para que os profissionais de saúde consigam realizar as teleconsultas, mantendo a continuidade ao cuidado de pacientes com hipertensão e diabetes, entre outras condições, de forma ágil, eficiente e segura.

O Consultório Virtual é uma parceria entre a Secretaria de Atenção Primária à Saúde (SAPS) com o Hospital Albert Einstein, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS).

Leia também: Glosa hospitalar: Como evitar no setor público?

O Governo Federal lançou a validação de assinatura de prescrições e atestados médicos pela Internet.

No site oficial Validador de Documentos Digitais é possível validar a assinatura digital de prescrições e de atestados médicos.

Desta forma, a tecnologia dos certificados digitais no padrão da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP) permite que médicos, pacientes e farmacêuticos mantenham o relacionamento de forma 100% online e com segurança no envio de documentos.

Iniciativa do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI),  o portal de validação de documentos digitais conta com apoio técnico dos Conselhos Federais de Medicina e de Farmácia, e tem a função de validar a receita em meio digital (formato PDF) quanto a sua autoria, se assinada por um médico habilitado, e se dispensada por um farmacêutico.Além disso, também permite a verificação da integridade do documento assinado com certificado digital ICP, ou seja, se ele não foi adulterado.

Dados

De acordo com uma pesquisa realizada pela Associação Paulista de Medicina (APM), de 09 a 17 de abril de 2020, cerca de 51% dos profissionais de medicina têm realizado atendimento a distância durante a pandemia de Covid-19.

A maioria tem optado pela teleconsulta, em que o contato com o paciente acontece de forma direta, sem intermediações. No entanto, 38% deles só realizam o atendimento a distância com pacientes que já mantinham anteriormente.

19,7% dos médicos também realizam a teleconsulta com novos pacientes e 2,8% optam por esse modelo assistencial, apenas para paciente com suspeita ou confirmação de Covid-19.

Leia também: Gestão hospitalar: Conheça 6 ferramentas para otimizá-la!

prescrição digital

Como a prescrição digital funciona?

A emissão da prescrição digital se dá por meio de softwares em nuvem. O profissional deve realizar um cadastro em uma plataforma especializada e, ali, insere as informações das rotinas de cuidado com o paciente.

O profissional de saúde também tem a possibilidade de consultar bancos de dados sobre medicações e disponibilidades. Ao finalizar o preenchimento das informações, o médico envia link da prescrição digital para o paciente, que realiza a compra dos medicamentos.

Entre os vários benefícios que a prescrição digital proporciona aos médicos e pacientes, podemos citar a melhora da logística, já que os pacientes não precisarão deslocar-se até a unidade de saúde para retirá-la, além dos que veremos a seguir:

  • Redução de custos
  • Otimização da jornada de trabalho do profissional de saúde
  • Proteção contra doenças transmissíveis, como a Covid-19
  • Aumento da segurança das informações
  • Evita-se a repetição de exames

 A utilização da prescrição digital faz parte da transformação digital na saúde, além de ser uma alternativa segura e cômoda para os pacientes que demandam assistência médica.

Os processos na instituição de saúde, tornam-se otimizados, ágeis e precisos, com mitigação de erros e falhas.

Contar com um sistema de gestão da saúde completo e robusto, como o Hygia, é fundamental para proporcionar um atendimento humanizado com qualidade e eficiência.

O Hygia é um sistema de gestão da saúde desenvolvido para automatizar processos e promover a integração entre as unidades de saúde da rede pública.

A solução possui integração com o Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP), além de contar com diversos módulos para promover uma gestão eficiente, como gestão de farmácia, agendamento de consultas, informatização de clínicas universitárias e integração com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

O Hygia Full, reúne todas as funcionalidades de um software robusto voltado à gestão da saúde e atende demandas de prefeituras de grandes cidades, com mais de 300 mil habitantes.

Já a versão Lite, foi desenvolvida para prefeituras de cidades com até 100 mil habitantes. Além de promover a informatização das Unidades Básicas de Saúde (UBSs), o sistema está integrado à atenção especializada, farmacêutica e de Urgência e Emergência.

Para conhecer todas as funcionalidades do Hygia, agende uma conversa com nossos especialistas!

Neste artigo abordamos a importância da prescrição digital, principalmente em tempos de pandemia de Covid-19, além de mostrar o seu funcionamento e importância de contar com um sistema de gestão da saúde. Acesse nosso site e conheça  o Hygia!

Gostou do conteúdo? Compartilhe em suas redes sociais!

Lei Geral de Proteção de DadosPowered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *