Processo de Acolhimento na SaúdePowered by Rock Convert

Realizar a gestão de equipamentos médicos de forma eficaz, é fundamental para o bom funcionamento da instituição de saúde, já que eles são utilizados com frequência na assistência ao paciente, seja para o diagnóstico e/ou reabilitação.

O pleno funcionamento dos equipamentos médicos permite que não haja interrupção dos atendimentos e nem a possibilidade de filas de espera para atendimentos que necessitem da tecnologia para fins diagnósticos.

A gestão dos equipamentos tem como objetivo a aplicação das boas práticas que sejam capazes de garantir a vida útil, qualidade dos aparelhos e evitar possíveis resultados errôneos no diagnóstico do paciente.

Neste artigo vamos explicar a importância de realizar a gestão de equipamentos médicos, além de dar três dicas para você implementar em sua instituição de saúde agora mesmo!

Continue conosco!

Gestão de equipamentos Médicos: Entenda a sua importância

Antes de falarmos sobre a importância do gerenciamento dos equipamentos médicos, vamos entender o seu conceito!

Os aparelhos aos quais estamos nos referindo são essencialmente utilizados para finalidades médicas, odontológicas, laboratoriais, fisioterápicas, além da utilização para fins de reabilitação, terapia, entre outros.

Para que as unidades de atendimento médico do Sistema Único de Saúde (SUS) funcionem de forma adequada, contar com os equipamentos médicos em bom estado de conservação é fundamental.

Desta forma, os pacientes têm seu diagnóstico realizado da maneira correta, proporcionando redução de custos à instituição de saúde e a consequente melhora no fluxo de assistências.

Ao implementar um sistema de gestão da saúde, o gestor obtém controle não só dos gastos, mas, também, dos equipamentos, recursos e insumos que fazem parte da instituição, monitorando a necessidade de manutenções e até mesmo substituições.

Elaborar cronogramas de revisão e manutenção, estar em conformidade com a orientação dos fabricantes, são algumas das ações capazes de evitar situações inesperadas que podem até provocar a interrupção das atividades da unidade de saúde.

Manutenção preventiva

Para evitar interrupções tanto na assistência direta (a pacientes que dependem de ventiladores mecânicos, por exemplo), quanto na assistência diagnóstica, vimos que é importante estar em conformidade com as orientações dos fabricantes dos equipamentos médicos, além de mantê-los em bom estado de conservação.

Somado a isso, é importante realizar a manutenção preventiva que consiste na produção do inventário, onde constam algumas informações como:

  • Número de patrimônio;
  • Dados do fabricante;
  • Modalidade da revisão.

Entre outros dados.

Após a etapa da produção do inventário, é preciso realizar a inspeção e higienização dos equipamentos. Em alguns casos é necessário lubrificá-los e/ou calibrá-los.

Assim, pode-se evitar que os dispositivos sofram danos, mau funcionamento e/ou parem de forma inesperada prejudicando o andamento das assistências aos pacientes.

No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é o órgão governamental responsável pela regulação dos equipamentos médicos.

gestão de equipamentos médicos

Três dicas para melhorar a gestão dos equipamentos médicos

Confira, a seguir, três dicas para melhorar a gestão dos equipamentos na unidade de saúde!

1.Disponibilize treinamentos constantes aos funcionários

Capacitar os funcionários e operadores dos equipamentos é de extrema importância tanto para a segurança do paciente, quanto para a segurança dos próprios funcionários.

Por isso, a realização de workshops, atualizações e treinamentos sobre os dispositivos e demais tecnologias utilizadas pela instituição de saúde, deve ocorrer com frequência.

2.Conte com o auxílio da tecnologia

Contar com um sistema de gestão da saúde completo como o Hygia, é importante para realizar o controle dos equipamentos, recursos e insumos, de forma otimizada.

Assim, o gestor consegue identificar de maneira ágil os equipamentos que necessitam de manutenção, gerando impactos positivos na forma como a equipe técnica lida com imprevistos.

3.Realize o mapeamento e registro de todos os equipamentos

Como dissemos anteriormente, realizar o mapeamento ou levantamento de todos os equipamentos médicos e hospitalares e registrar em um sistema de gestão é imprescindível para manter o controle e a atenção frente às possíveis necessidades de manutenção e até troca, em alguns casos.

Conheça o Hygia

Desenvolvido por especialistas, o Hygia é um software de gestão que visa a automatização de processos e a promoção da integração entre as unidades de saúde da rede pública.

A solução também realiza a informatização de clínicas universitárias, garantindo mais eficiência para a gestão da saúde, reduzindo filas de espera e proporcionando assistência humanizada.

O sistema possui duas versões. O Hygia Full reúne todas as funcionalidades de um software robusto voltado à gestão da saúde, além de ser customizado para atender com eficiência as demandas das unidades de saúde presentes em grandes cidades.

Já a versão Hygia Lite foi desenvolvida para prefeituras de cidades com até 100 mil habitantes. Além de promover a informatização das Unidades Básicas de Saúde (UBSs), a solução está integrada à atenção especializada, farmacêutica e de urgência e emergência.

Neste artigo explicamos a importância de realizar a gestão de equipamentos médicos na instituição de saúde e como um software de gestão da saúde auxilia o gestor no controle, planejamento e agilidade em caso de necessidade de manutenções de forma inesperada.

Gostou do conteúdo? Compartilhe em suas redes sociais! Acesse nosso site e conheça as funcionalidades do Hygia. Entre em contato com nossos especialistas e tire suas dúvidas!


Anne Coifman

Jornalista de formação, sou apaixonada pela área da saúde pública, possuindo vasta experiência em Secretaria Estadual de Saúde e Vigilância Sanitária. Sempre atenta, busco o melhor das informações para proporcionar melhorias na gestão das unidades de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *