A digitalização tem avançado de forma cada vez mais abundante nos diversos setores, entre eles, o da saúde. Essa característica está relacionada a uma jornada digital, que na saúde, traz grandes benefícios para o paciente, profissionais da saúde e gestores. 

Um sistema moderno e interligado na saúde, auxilia na resolução de gargalos como as grandes filas em unidades de saúde, principalmente, as do setor público.  

Uma pesquisa da Zendesk, aponta que 75% dos consumidores têm mais interesse em consumir produtos e serviços de organizações que proporcionem uma boa experiência ao cliente. 

O paciente da era digital necessita de serviços mais acessíveis e ágeis. Neste artigo, saiba o que é o termo digital first na saúde, além das características do paciente no digital.  

Continue a leitura! 

Leia também: Segurança de dados do paciente: como proteger informações pessoais? 

Paciente no digital: entenda as características do digital first na saúde  

A priorização do uso de serviços digitais é o que é chamado de digital first. Na saúde, esse termo pode ser aplicado de modo a quebrar barreiras, humanizar o atendimento e aproximar as unidades de saúde dos pacientes.  

O digital first na saúde digitaliza a jornada do paciente, ou boa parte dela. A simples disponibilização de marcação de consultas e exames on-line, por exemplo, é um passo para a transformação digital, mas mostra como a digitalização da jornada do paciente é um processo que se faz de etapa em etapa.  

Uma pesquisa divulgada pela Accenture, destaca que 77% dos pacientes consideram importante a possibilidade de marcar, alterar ou cancelar consultas pela internet. Números como esse, expressam a importância de adequação a esse paciente que está cada vez mais inserido no digital.  

Além disso, cada vez mais pessoas estão conectadas à internet e smartphones, popularizando ainda mais o uso de serviços digitais. Uma pesquisa do IBGE aponta que 82,7% dos domicílios brasileiros têm acesso à internet. Além disso, com a chegada da pandemia de Covid-19, a troca de mensagens por apps cresceram em 110%.  

Vantagens do digital first na saúde  

Como mencionamos, o digital first na saúde traz diversas vantagens para os pacientes e profissionais da saúde. Confira, abaixo, algumas delas! 

Agilidade no atendimento 

Na saúde pública, a superlotação de unidades de saúde e filas para acessar os serviços, como marcação de consultas e exames, é um grande gargalo para a humanização do atendimento e agilidade. Com a tecnologia, esse problema pode ser sanado ao utilizar um sistema de gestão de saúde.  

Na marcação de consultas e exames on-line, o paciente possui mais independência para alterar horários, visualizar datas, entre outras ações.  

Redução de custos 

Entre os benefícios oferecidos pela digitalização, temos a redução de custos, que é percebida em diversas esferas, como: assistência farmacêutica, controle de fraudes e diversos outros recursos oferecidos à população. 

Além disso, no caso da utilização do Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP), o espaço para guardar arquivos é poupado para a execução de outras atividades importantes no local.  

Melhor tomada de decisão 

O digital também oferece dados importantes com mais agilidade, o que significa o acesso a informações com apenas alguns cliques. Esta facilidade permite que profissionais acessem dados com mais rapidez, o que melhora o processo de tomada de decisão.  

O PEP, por exemplo, é um facilitador nas tomadas de decisões mais precisas e assertivas. Ele oferece uma melhor avaliação do quadro clínico e redução no tempo de espera.  

Saiba mais: Prontuário Eletrônico do Paciente: entenda como escolher o melhor sistema 

Digital na saúde: conheça o Hygia 

Filas e processos administrativos não são vistos com bons olhos, seja qual for o segmento de mercado. Na saúde, eles são uma barreira que a tecnologia ajuda a mitigar e tornar tudo mais fácil e acessível.  

Na saúde pública, sistemas de gestão também podem ser utilizados com esse objetivo. O Hygia entrega ao Sistema de Saúde Pública (SUS) todas as funcionalidades e vantagens mencionadas ao longo do artigo.  

O sistema de gestão é o primeiro integrado ao Hora Marcada do Governo de São Paulo e facilita a vida de diversos pacientes, profissionais da saúde e gestores.  

Ele conta com três versões voltadas ao setor público e uma voltada para clínicas universitárias. Confira:  

  • Hygia Lite: sistema completo, desenvolvido para prefeituras com menos de 100 mil habitantes.   
  • Hygia Full: versão robusta para gestão completa de saúde;   
  • Hygia Agendamentos: versão compacta e econômica para o agendamento de consultas e exames. Primeira integrada ao Hora Marcada, do Governo de São Paulo.    
  • Hygia Clínicas Universitárias: versão específica para demandas de gestão de universidades. 

Para saber mais detalhes sobre essa solução digital para a saúde pública, entre em contato conosco e solicite uma demonstração. 

Lei Geral de Proteção de DadosPowered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *