Processo de Acolhimento na SaúdePowered by Rock Convert

Os gestores que estão assumindo seus cargos na administração da saúde pública, vêm enfrentando mais desafios devido à pandemia. Em 2021, as tendências da saúde digital
também vão se enquadrar com mais força no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

Neste post, você vai conhecer 3 tendências da saúde digital que estarão em alta este ano e  entender como elas irão impactar a gestão da saúde pública.

Continue conosco!

Saúde digital em 2021: Entenda a importância da tecnologia

Não é novidade que todos os processos vêm sendo transformados com a ajuda da tecnologia. Na saúde, os impactos da revolução digital são sentidos tanto na gestão orçamentária, quanto na gestão operacional.

A informatização de unidades de atendimento médico do SUS possibilita maior organização da instituição, segurança do paciente e assistência humanizada, além de mitigação de erros, agilidade, redução de custos, dentre vários outros benefícios.

Os usuários do sistema de saúde também são beneficiados, visto que a informatização da unidade médica permite que haja a integração do seu sistema de gestão com aplicativos que possibilitam:

  • Agendamento de consultas, exames e procedimentos pelos pacientes sem que precisem enfrentar longas filas ou se expor;
  • Comodidade e segurança de acompanhar seu prontuário eletrônico;
  • Obtenção dos resultados de exames diretamente pelo smartphone,
  • Possibilidade de melhor planejamento e acompanhamento da saúde, entre outros.

Utilizar um sistema de gestão da saúde completo, como o Hygia, é fundamental para que os gestores responsáveis pelas instituições do SUS consigam obter maior controle, evitando sobrecarga dos profissionais de saúde e demais colaboradores, além de evitar fraudes, erros e realizar a manutenção de gastos, reduzindo os custos operacionais.

A seguir, trazemos algumas das principais tendências da saúde digital em 2021.

Continue conosco!

1. Estímulo à atenção primária por meio da tecnologia

A tecnologia também é excelente aliada quando o assunto é a captação e o monitoramento dos dados relevantes para a alta administração. Por meio da análise dos indicadores, é possível levantar informações acerca de temas como:

  • Taxa de natalidade;
  • Taxa de mortalidade;
  • Envelhecimento da população;
  • Mapeamento de doenças endêmicas;
  • Mapeamento de doenças contagiosas, como a Covid-19, Sarampo, entre outras;
  • Análise dos resultados obtidos nas campanhas do Ministério da Saúde como a vacinação;
  • Mapeamento das visitas e cuidados promovidos pela Atenção Primária à Saúde e muito mais.

Leia também: Indicadores de saúde: O que são e quais os principais tipos?

Estes são apenas alguns dos indicadores utilizados pelos gestores e suas equipes, com o objetivo de traçar as melhores estratégias no combate às doenças, estimular a prevenção de outras enfermidades, reforçar a importância de atitudes cidadãs como a vacinação, por exemplo, etc.

Leia também: Saúde pública em 2021: Conheça as prioridades dos gestores

2. Integração das Instituições de Saúde

A pandemia causada pela Covid-19 trouxe vários problemas ao SUS devido à superlotação repentina com os infectados pelo novo coronavírus.

Diante deste cenário, os demais pacientes que necessitavam dos serviços do SUS passaram a ficar receosos e somente procurar atendimento médico em caso de emergência, agravando possíveis problemas de saúde.

Um dos maiores desafios enfrentados pelos gestores das unidades de saúde do SUS refere-se à superlotação das unidades, além da falta de leitos, recursos e insumos e até mesmo profissionais que foram afastados por adoecimento.

Utilizar a tecnologia por meio de um sistema de gestão, ajuda a organizar a instituição de saúde, torná-la um ambiente seguro tanto para os profissionais de saúde e demais colaboradores, quanto para os próprios pacientes.

A integração entre instituições de saúde também permite a melhor distribuição dos enfermos, o controle de leitos, insumos e medicamentos, de forma a evitar problemas como a superlotação, desperdícios e fraudes, além de promover a assistência segura e humanizada ao paciente e seus familiares.

3. Reforço no sistema de vacinação

O mundo está vivenciando a vacinação contra a Covid-19. Isso é um avanço gratificante para a ciência e para os profissionais de saúde, porém, ela requer estratégia em sua execução para que a população seja vacinada de forma eficaz e sem contratempos.

A tecnologia torna-se super importante neste momento, visto que viabiliza o controle das doses aplicadas, registro de possíveis reações adversas, doses perdidas, entre outras informações relevantes para a campanha de vacinação nas esferas Federal, Estadual e Municipal.

Módulos e aplicativos integrados ao sistema de gestão possibilitam que os gestores realizem o planejamento de sua gestão e estratégias a serem executadas de forma mais assertiva.

Os cidadãos também ganham com as tendências da saúde digital em 2021, a começar por uma gestão ágil, eficiente e transparente.

Leia também: Entenda o pape do SUS na pandemia de Covid-19

Além disso, a comodidade que a tecnologia traz reflete na medicina pró ativa, por meio de cuidados voltados à prevenção de enfermidades, telemedicina, teleconsulta, teleorientação e maior controle sobre os procedimentos e medicamentos utilizados por meio do prontuário eletrônico do paciente.

Por meio da tecnologia, os usuários do SUS também têm a oportunidade de solicitar a dispensa de medicamentos da farmácia popular, de forma ágil. Isso permite que os gestores controlem e evitem fraudes e desperdícios nas farmácias do Estado.

Conheça o Hygia

Desenvolvido por especialistas para automatizar processos e promover a integração entre as unidades de saúde da rede pública, o Hygia é um software de gestão que garante mais eficiência nas atividades dos gestores e promove:

  • Redução de filas de atendimento
  • Assistência Humanizada
  • Melhor avaliação do paciente
  • Agilidade
  • Economia

Entre outros benefícios.

A solução possui duas versões. O Hygia Lite, voltado à prefeituras de cidades com até 100 mil habitantes, que além de promover a informatização de Unidades Básicas de Saúde (UBSs), também está integrado à atenção especializada, farmacêutica e de urgência / emergência.

o Hygia Full, reúne todas as funcionalidades de um software robusto para a gestão da saúde. A solução é customizada para atender com eficiência às demandas das unidades de saúde presentes em grandes cidades.

Acesse nosso site e conheça todas as funcionalidades da solução. Agende uma conversa com nossos especialistas e tire suas dúvidas!


Anne Coifman

Jornalista de formação, sou apaixonada pela área da saúde pública, possuindo vasta experiência em Secretaria Estadual de Saúde e Vigilância Sanitária. Sempre atenta, busco o melhor das informações para proporcionar melhorias na gestão das unidades de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *